26 de fev de 2015

LANÇAMENTOS DO DRAGÃO – FEVEREIRO

imageConheça as novidades da Editora Draco para o mês de fevereiro.

Neste mês a Editora preparou diversos lançamentos em e-book, a ideia da editora é usar este formato como estimulo a leitura digital.  Embora os lançamentos em e-book sejam desvantajosos para os livro maníacos e colecionadores a Editora informa que em breve lançará os livros em formato físico, então porque não dar uma espiadinha na versão digital enquanto a física não chega as lojas?

Em fevereiro tivemos o lançamento de Encruzilhada, do autor e roteirista da TV Globo, Lúcio Manfredi, que traz uma historia  arrepiante com muita ficção científica e horror; e para aqueles que preferem o gênero fantasia, chegou Império de Diamante, de J. M. Beraldo.

Em não-ficção, o autor Antônio Luiz M. C. Costa traz mais uma obra de referência com Armas Brancas: Lanças, espadas, maças e flechas – como lutar sem pólvora da pré-história ao século XXI.

E por fim, os dois últimos volumes da série: A Caçadora, de Vivianne Fair. Já estão disponíveis em e-book o volume 2 e 3, Sussurro das Sombras e Temporada de Caça!

Então vamos lá conhecer as novidades do Dragão!

image004[6]Encruzilhada, Lúcio Manfredi

Autor: Lúcio Manfredi
ISBN: 978-85-8243-064-4
eISBN: 978-85-8243-067-5
Gênero: Ficção científica, horror
Formato: 14 cm x 21 cm
Páginas: 160
R$ 15,90 (e-book)

Adicione ao Skoob

image006[6]Império de Diamante, J. M. Beraldo

Autor: J. M. Beraldo
ISBN: 978-85-8243-041-5
eISBN: 978-85-8243-040-8
Gênero: Fantasia
Formato: 14 cm x 21 cm
Páginas: 328
R$ 24,90 (e-book)

 

image008[10]Armas Brancas: Lanças, espadas, maças e flechas – como lutar sem pólvora da pré-história ao século XXI
Autor: Antônio Luiz M. C. Costa
ISBN: 978-85-8243-093-4
eISBN: 978-85-8243-094-1
Gênero: Armas, Obra de Referência
Formato: 14 cm x 21 cm
Páginas: 196
R$ 19,90 (e-book)

Adicione ao Skoob

 

image010A Caçadora – Sussurro das Sombras, Vivianne Fair

Autor: Vivianne Fair
ISBN: 978-85-8243-016-3
eISBN: 978-85-8243-017-0
Gênero: Fantasia, comédia, romance
Formato: 14 cm x 21 cm
Páginas: 192
R$ 19,90 (e-book)

Adicione ao Skoob


image012A Caçadora – Temporada de Caça, Vivianne Fair

Autor: Vivianne Fair
ISBN: 978-85-8243-018-7
eISBN: 978-85-8243-020-0
Gênero: Fantasia, comédia, romance
Formato: 14 cm x 21 cm
Páginas: 320
R$ 24,90 (e-book)

Adicione ao Skoob 

image014O Andarilho das Sombras, Eduardo Kasse

Autor: Eduardo Kasse
ISBN: 978-85-62942-60-0
Gênero: Literatura Fantástica – Fantasia Histórica
Formato: 14cm x 21cm
Páginas: 384
Preço de capa: R$57,90 (papel)
R$ 24,90 (e-book)

Adicione ao Skoob


image016Um toque de morte, Luiza Salazar

Autora: Luiza Salazar
ISBN: 978-85-8243-060-6
Gênero: Fantasia urbana, aventura
Formato: 14 cm x 21 cm
Páginas: 224
Preço de capa: R$ 39,90 (papel)
R$ 19,90 (e-book)

Adicione ao Skoob

image018Erótica Fantástica: volume I

Organizador: Gerson Lodi-Ribeiro
ISBN: 978-85-62942-76-1
Gênero: Literatura erótica
Formato: 14cm x 21cm
Páginas: 320
Preço de capa: R$54,90 (papel)
R$ 24,90 (e-book)

Adicione ao Skoob


image020Dragões

Organizadores: Erick Santos Cardoso e Marco Rigobelli
ISBN: 978-85-62942-88-4
Gênero: Literatura fantástica
Formato: 15,5cm x 22,7cm
Páginas: 400
Preço de capa: R$64,90 (papel)
R$ 29,90 (e-book)

Adicione ao Skoob

image

22 de fev de 2015

Novidade Novo Conceito: A mais Pura Verdade – Dan Gemeinhart

Mesmo na curta vida deste blog o mesmo já firmou parcerias com algumas editoras pequenas e autores nacionais estreantes, sendo assim, era obvio que o Dialética se lançaria de braços abertos nos processos de seleção de parcerias do ano de 2015, desejava com afinco firmar parceria com as grandes editoras do país. Alguns resultados já foram divulgados, e algo único aconteceu ao blog: fomos recusados por todas as editoras, desde as gigantes as pequenas.

É evidente que isso não abateu este que sempre vos escreve, pois, desde que foi criado, o Dialética sabia que seria difícil se firmar em um cenário já consolidado, não desanimarei, pretendendo continuar com o que propus em agosto do ano passado, escrever o que sinto em relação aos livros, séries, filmes, animes, tudo que gosto e que faz parte da minha vida.

Para surpresa geral, após divulgar a lista com os selecionados para parceria, a Editora Novo Conceito, enviou-me um e-mail com a seguinte mensagem:

Uma missão espera vocês.

Devo dizer que não liguei para o referido correio eletrônico, apenas o ignorei e o encaminhei a lixeira, julgava se tratar de uma campanha publicitária que oferecia a oportunidade de comprar o livro com desconto, um prêmio de consolação. Ledo engano.

Nesta semana, eis que o carteiro traz um envelope pardo enviado a mim pela Editora Novo Conceito, e para minha surpresa o que havia dentro se tratava de uma espécie de prova, um livreto com os seis primeiros capítulos de um livro até então desconhecido por mim: A Mais Pura Verdade do escritor americano Dan Gemeinhart.

Uma das poucas coisas que faço é ler provas de livro, principalmente de livros ainda não lançados, pois, a ansiedade em ter o livro completo as vezes chega ser chata. Essa é a mais Pura Verdade, por essa razão decidi que não leria o livreto.

Ontem a noite, estava com a minha costumeira companheira Dona Insônia e com sua irmã Senhorita Preguiça, e não queria ler nada muito grande, na minha estante a única coisa não lida era o bendito livreto de capa azul.

Deus, ainda bem que sofro de insônia!

Não vou dizer que se trata do livro da minha vida, ou que sua leitura foi inspiradora, até porque ali apenas 95 páginas, mas, devo confessar o quão grato fiquei com este mimo da editora.

O livro narra a história do garotinho Mark de doze anos que vê a vida passar rápida demais e tentando encontrar um motivo para continuar, parte em uma viagem-fuga acompanhado apenas pelo seu cãozinho Beau.

P22-02-15_19.04

Outra coisa que detesto muito mesmo, é livros com crianças doentes e cães como protagonistas, sério por que não um gato? Essa é a mais pura verdade!

Mas aqui, não encontramos apenas a dor de Mark ou a sua difícil tarefa de lidar com a dor e todos os seus pormenores, e sim, uma tentativa falha mas real de tentar viver a vida, mesmo que ela vá durar tão pouco.

O livro cativou-me em tão ponto que ao conseguir finalmente dormir sonhei com anjos rechonchudos em uma cozinha cantando em espanhol. Não é exagero, é a mais pura verdade!

Infelizmente, mesmo adorando o que li até o momento sobre Mark e Beau não me marcou tanto, como os capítulos 1/2. Estes narram o que acontece na casa de Mark, como os pais estão lidando com seu desaparecimento e principalmente como sua amiga Jessie suporta tudo. E caros leitores, devo encerrar dizendo, que por mais curtos que são, esses mini capítulos me causaram a mais profunda emoção, o autor conseguiu passar em sua escrita todos os sentimentos que imagino existir em uma família nesta situação, e também devo contar com um pouco de vergonha, que em certo momento vi verter suor masculino dos meus olhos.

Então é isso. Esperar ansiosamente pelo lançamento do livro integral em 23 de março, acho que não aguento um mês inteiro na expectativa, essa é a mais pura verdade!

Ps: adorei o fato do Mark adorar haicai, isso é poesia da mais alta categoria!

Sorteio de Estreia Blogs Pobre Leitora e Passeando com os Livros



Olá! Nós, Vitória e Nathalia, estamos comemorando a estréia dos nossos blogs: Passeando com os livros e Pobre Leitora. Nada melhor do que estreiar com um super sorteio não é? Nos juntamos com alguns blogs amigos e montamos alguns kits incríveis para vocês. Esperamos que gostem e participem. Boa sorte!!




18 de fev de 2015

Newsletter Geração e Butterfly Editora - Fevreiro 2015

Enquanto as editoras com quem o blog tem parceria não divulgam novidades, trazemos para vocês, as novidades da Geração e Butterfly Editora. É obvio que a maioria que segue suas editoras favoritas recebe periodicamente as chamadas Newsletter, mas para aqueles desinformados, segue abaixo as novidades do mês de fevereiro.

Destaque para os livros da maravilhosa Rachel Gibson, romances quentes, muito quente. ulálá!

E belo trabalho da Butterfly com o livro O Segredo de Indie: O que você faria se pudesse ver o futuro?

17 de fev de 2015

Pokémon e Disney juntos em belas ilustrações

Stitch (Lilo e Stitch) e Pikachu

Um pouco atrasado, mas sempre informado, o Dialética vomitou arco-íris com as belas ilustrações da americana Kuisutsu (Krista Nicholson), uma das ilustradoras mais famosas do site Deviantart.

Desta vez, a garota inovou ao juntar dois universos distintos, os clássicos Disney e os monstrinhos de bolso do anime japonês Pokémon.

Cada um na sua peculiaridade inserido em imagens fantásticas, causando nostalgia e suspiros infinitos.

Você já imaginou como seria um crossover de A Bela e A Fera e Pokémon? Ou Peter Pan brincando com um desses monstrinhos adoráveis? Não?!

Então não perca tempo, venha conferir as belas imagens retiradas do Deviantart da linda Kuisutsu-chan.

Magicarp e Ariel (A Pequena Sereia)

Magikarp e Ariel (Pequena Sereia)

Jasmine e Pidgey (Aladdin)

Shinx e Simba (O Rei Leão)

Anna (Frozen) e Abamasnow

Elsa (Frozen) e Articuno (lindo, perfeito, maravilhoso)

Bela (A Bela e a Fera) e Ursaring (melhor que a fera original)

Vanellope (Detona Ralph) e Jigglypuff

Scraggy e Peter Pan

Merida (Valente) e muitos Teddiursas

Politoad e Tiana (A Princesa e o Sapo)

O Gato Cheshire (Alice no País das Maravilhas) e o Pokémon fantasma Gengar

E então não são lindas as ilustrações desta americana fofinha? E para completar nos últimos dias em comemoração ao Valentines Day (Dia dos Namorados) a ilustradora criou belas imagens combinando a data com os Pokémon. Veja só!

 

4 de fev de 2015

De olho nas séries Mid - Season – pós hiato

O Dialética ficou uns dias de “molho” após a participação frenetica em duas Semanas de Divulgação para a Editora Valentina, mas volta hoje, em bom goianês “no pique do gás”, ou seja, bem animado.

E vem logo trazendo o review de algumas séries do mid-season 2015. Porém antes vamos aos significados dos termos usados no titulo desta postagem.

Mid-Season: Significa Temporada do Meio, ou seja, são séries exibidas entre as fall season, e geralmente são compostas por séries sem muita pretensão. São as séries consideradas fracas, ou destinadas a um público determinado.

Hiato: No mundo televisivo, o hiato é um periodo de intervalo de uma temporada, uma série entra em hiato ou hiatus geralmente no fim do ano para regressar em janeiro ou fevereiro.

E desta vez para ser um pouco mais justo, incluindo séries para todos os gostos e generos, todos mesmo, e algumas de além mar, como as estreias do Channel 4 do Reino Unido, que prometem “abalar as estruturas” da sociedade, embora, não veja assim, já que naquelas paragens “é tudo muito normal”, talvez o dia que chegar, isso se chegar, a televisão brasileira, então acredito na possibilidade de abalar.

E para deixar de “lenga-lenga” vamos ao que interessa, o top 5 da Mid-Season.

Começando pelas extreias do Channel 4 inglês em 4° e 5° lugar:

5° Lugar – Cucumber

Primeiro devo dizer que a razão que me fez criar coragem para assistir a esta série, está no fato de ser no mesmo canal da extinta Skins a minha série preferida de toda vida. E em segundo porque precisava me aventurar em outras areas, e nada mais legal que começar por uma série voltada ao publico gay.

A série é assinada por Russel T. Davies, roteirista, diretor e criador de algumas das séries mais famosas do mundo como: Casanova, Doctor Who e Queer as Folk (UK), sendo esta ultima, a série que desmistificou o universo gay na Europa.

Cucumber ou “Pepino” em bom português, explora a vida do inglês Henry Best, um homem de 46 anos que mantém a nove anos um relacionamento com Lance Sullivan.

O “barato” da série é que ela não te choca, pelo menos eu esperava uma coisa mais hot, ela é tipicamente uma série de comedia dramatica, e traz essa visão de Henry, o quarentão que vê seu mundo ameaçado pelo pedido inesperado de Lance com quem já vive a muito tempo, assustado com o pedido de casamento Henry faz besteiras além da compreensão humana e acaba deixando sua casa, indo morar em um flat com colegas de trabalho, muitos gays em um único lugar, e desta decisão muitos acontecimentos inesperados irão movimentar a vida do já acostumado Henry.

Cá entre nós o que mais me chocou nesta série, foi o fato de Henry ainda ser virgem, um senhor de quarenta e tantos anos, casado com um cara a nove anos e se manter casto, é uma proeza digna de nota.

Veja o cartaz das três séries e seus respectivos canais.

4° Lugar – Banana

Banana é uma série do canal E4. E era a única do gênero que iria assistir este ano, porém descobri algo fantastico de se fazer, ao contrário das séries americanas que possuem crossovers, onde um personagem de uma série faz participação em outra, como aconteceu com os personagens de Arrow e The Flash do Canal CW, a proposta dos canais 4, E4 (canal Juvenil) e 4oD (canal na web) é a de exibir séries completamente ligadas, onde uma seria a continuação ou complementação da outra.

Banana é por tanto uma série que se deve assitir após Cubumber, as duas se passam no mesmo universo e são escritas e dirigidas pela mesma equipe. A série acompanha os acontecimentos da vida de vários jovens gays que, assim como Henry Best, personagem central de Cucumber, vivem em Manchester, na Inglatera.

Henry chega a morar com dois dos personagens centrais de Banana. A série aborda desde o romantismo, ao sexo sem compromisso e incluindo a obsessão. Mais comica que a série do canal 5, Banana provoca risos e até o famoso suor masculino, lagrimas, como no episodio da semana passada onde a personagem Scotty, uma lesbica afrodescendente se vê apaixonada por alguem que se quer conhece e começa a persegui-la, o rumo que a história toma em apenas vinte e quatro minutos vai da obsessão a comoção.

Veja o trailer das três séries:

3° Lugar – Eye Candy

A série da MTV americana, é sem duvidas um colirio para os olhos, piadinha sem graça com a tradução, é a amostra de que o canal possui qualidade para apresentar séries inovadoras e de qualidade, indo além dos já famosos realitys.

Eye Candy traz Lindy (Victoria Justice) uma hacker de 21 anos que teve sua irmã raptada. Usando de suas habilidaes virtuais, ela busca encontrar a irmã desaparecida. Apos ser influenciada pela colega de quarto a criar um perfil em uma rede social, chamada Flirtual, uma rede de relacionamentos online.

Após se cadastrar com o nickname Eye Candy, Lindy começa a ser vitima de um stalker, que acaba se assumindo um verdadeiro serial killer que pretende aniquiliar as imperfeições virtuais, ou seja, acabar com a vida das pessoas que usam recursos como photoshop para parecerem mais bonitas na web.

A divisão de Crimes Virtuais de Manhattan para proteger Lindy a inclui numa frente policial em busca do paradeiro deste serial killer, e ela passa a usar suas habilidades de ver as pistas existentes no mundo digital para buscar a solução deste problema e outros que surgirem no desenrolar da trama.

É uma série de primeira categoria e merecia sim estar em uma fall-season. Mostra bem o que é e quais sãos os perigos existentes na web.

2° Lugar – 12 Monkeys

O seriado da SyFy estreou prometendo, um drama com ares de ficção cientifica e que aborda um mundo pós-apocaliptico e que deveria ter estreado no ano passado, começou sem muita pretensão e agora exibi uma trama muito bem engendrada.

A série acompanha a jornada de um viajante no tempo, vindo de um futuro pós-apocalíptico, onde um virus dizimou a raça humana, agora essa viajante tem a missão de se unir a uma especialista em virologia do CCD americano na busca do referido virus.

Durante suas viagens pelo tempo James Cole, descobre que tudo que desencadeou o fim da raça humana foi organizado por um gupo chamado de 12 Macacos, esse grupo prepara a criação de um virus mortal e incuravel.

Agora Cole e a Doutora Railly buscam identificar os membros dessa seita, e impedir a aniquilação humana.

Devo dizer que essa série me cativou intimamente, principalmente pelos links que faz com eventos reais, como os do ultimo episodio que abordou uma epidemia no Haiti, onde a chamada febre do rio, claramente inspirada na epidemia da febre chikungunya que assolou o país no ano passado. Chegando a adentrar o nosso país, trazido por soldados do grupo pacifista brasileiro.

A série é uma adaptação para a TV do filme de mesmo título, de 1995.

1° Lugar – Galavant

A melhor série do ano, Galavant é uma série de comédia ao estilo extravaganza. Ou seja, um expetaculo dramatico musical muito sofisticada que utiliza especificamente de numeros artisticos e cantoria para narrar uma história.

A série apresenta o corajoso heroi Galavant, matador de dragões, salvador de donzelas, e defensor dos oprimidos. Ele é apaixonado por Madalena, uma moça simples e pobre, e que um dia é sequestrada pelo mimado Rei Richard, que a obriga a se casar com ele.

Porém Galavant como heroi que é parte em defesa da moça, mas no dia do casamento recebe o pior dos golpes é abandonado por Madalena que prefere as riquezas de Richard ao amor do heroi, pondo um fim ao que ele chamava de contos de fadas. Porém surge em sua vida Isabella uma princesa do reino de Valencia que precisa de sua ajuda.

Ao lado da princesa e de seu escudeiro Sid, Galavant parte em rumo ao reino de Valencia para derrotar rei Richard. É claro que se tratando de uma série da ABC tudo tomaria um rumo inesperado e, é o que acontece aqui, traições, armadilhas, brigas e muita musica vai movimentar a história e te encher de risos.

Embora já tenha sido finalizada, a série merece todos os louros desta mid-season, e graças a Deus já foi anunciado uma nova temporada.